Titular da Cadeira nº 27 - Marlene Mota Zamariolli


Marlene Mota Zamariolli nasceu sob o signo de libra, em plena primavera, no século passado.
São José do Rio Preto viu vir ao mundo naquele dia 04 de outubro a Marlene menina, deixando felizes os pais Silvia e Jaime. A garota iniciou seus estudos aqui em Santos (SP) e os concluiu na cidade de Campinas, onde nasceram seus dois filhos Darlene e Gilson. Viúva, mudou-se para Santos e, nessa cidade, bem mais tarde, vieram à luz os maiores poemas de sua vida – os netos Ananda, Marcella e Gabriel. Atualmente, Marlene está casada com Waldyr.
Vive em Santos há 48 anos, onde exerceu sua vocação – SER EDUCADORA. Formada em Pedagogia, lecionou para crianças e adolescentes, da pré-escola até o 2º grau, em unidades municipais e estaduais da cidade.
Durante 10 anos dedicou-se ao trabalho social, humanitário e educacional do Movimento Brasileiro de Alfabetização – MOBRAL. Conheceu, então, Marina de Magalhães Santos Silva que a conduziu pelo caminho do SERVIR, voltado para os problemas sociais. Foi um grande aprendizado!
Prestou, durante 7 anos, seus serviços profissionais nas Faculdades da Associação Educacional do Litoral Santista – AELIS – hoje UNIMONTE. Foi, também, diretora do Colégio Tarquínio Silva, (do maternal ao 2º grau), pertencente à mesma mantenedora.
Exerceu cargos administrativos junto à Secretaria de Educação, Secretaria de Turismo e também no Gabinete dos Prefeitos, de 1989 a 1994.
Essa "Mulher de mil afazeres" ainda devota muito de sua vida ao Voluntariado. Há 38 anos pertence à Organização Soroptimista Internacional, instituição que busca, há 94 anos, pela valorização da mulher, formar uma força de mudança na sociedade.
Então, em 1996, surgiu a Mulher Artista, por meio da escritura de poesias e crônicas e da composição de melodias. Publicou, em 1997, seu primeiro livro - MOTIVOS e, em 2002, o livro NAVEGAR com PAIXÃO. Em 2006,lançou o livro A IMPORTÂNCIA DA CONSCIENTIZAÇÃO POLÍTICA e, em 2013, PRESENÇA DE MATILDA – ENTRE OS FATOS E O CONTO. Participou de várias Antologias, publicadas em Santos, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul com poemas premiados.
Continuando sua trajetória no Voluntariado, foi presidente da Comissão Municipal da Condição da Mulher, que, após dois anos, foi transformada em CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER – COMMULHER (2002), do qual foi a primeira Presidente, tendo exercido o cargo até 2010. O COMMULHER é mais um instrumento para assegurar à população feminina o pleno exercício da cidadania, tendo por finalidade a implementação de políticas públicas de atendimento à mulher bem como sua defesa. Nessa tarefa, vem, há quase 15 anos, por meio de seminários e palestras, buscando a conscientização da comunidade sobre o grande problema da violência doméstica, e outras formas de violação de direitos que fragilizam o tecido social. Em setembro de 2004, lançou, em nome do COMMULHER, a CARTILHA DA MULHER, composta por 07 fascículos: A Mulher e o Trabalho; A Mulher e a Violência; A Mulher e a Saúde; Mercado de Trabalho e Previdência Social; A Mulher e o Direito de Família; Mulher, Seus Direitos e Deveres; e A Mulher e a Política. Em 2009, editou Cartilha dos Direitos Da Mulher. Também foi redatora do Boletim Informativo “Falando COMMULHER”.
Participou da Diretoria da Associação de Poetas e Escritores da Baixada Santista e do Conselho Executivo do Fundo Social de Solidariedade de Santos. É membro do Movimento de Arregimentação Feminina – MAF – de Santos, do Instituto Histórico e Geográfico de Santos, Cadeira nº 148, cujo patrono é o Dr. Cleóbulo Amazonas Duarte, e do Rotary Clube de Santos.
Entre muitos diplomas, troféus e medalhas, destacamos: Medalha Amiga Da Marinha – Semana Da Marinha - Comando do VI Distrito Naval do Estado de São Paulo – 1975; Diploma Operação Dragão X – Corpo de Fuzileiros Navais de Santos – Aciso – Santa Catarina – 1974, - por trabalhos prestados na área de Educação; Troféu Robalo de Ouro em 1990; Prêmio Special Woman – 2000”; Prêmio da Câmara Municipal de Santos, em 2002; e do Núcleo de Arte e Cultura do Litoral Paulista - NACLIP, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido na comunidade,recebeu o título de Mulher Destaque de 2002.
Também foi distinguida como “Soroptimista Destaque de 2003”, como Presidente do Soroptimist International Santos Praia. Recebeu, ainda, o Troféu Lydia Federici de 2003; o “Exemplo de Mulher” pela ONG Amanda da cidade de São Vicente – 2004; Homenagem pelo Dia Internacional da Mulher - Câmara Municipal de Santos em 2008; VOTO DA APLAUSO – aprovado pela Câmara Municipal de Araçatuba – 2008; e Prêmio Presença Feminina, homenagem da AFROSAN – Associação dos Afrodescendentes Santistas, pelo Dia Internacional da Mulher, em 2010.
É palestrante requisitada para falar sobre diferentes temas e público, mas, tem grande carinho em falar para jovens em várias unidades de ensino da cidade.
Nas palavras de Marlene: “Três forças completam minha existência: a FAMÍLIA (meu amor, meu esteio, meu porto seguro); meus AMIGOS (cúmplices e parceiros na caminhada); e meu TRABALHO (energia que estimula meu viver)”.
Uma luz norteia meus passos, DEUS.

Patrona - Itacy de Souza Telles
Rua Fernão Dias, 34 - sala 11 -
Tel.: (13) 97419-2434 ID: 35*60*38491 - Gonzaga - Santos