Patrona da Cadeira nº 28 - Júlia Lopes de Almeida


No final do século XIX, em 24 de setembro de 1862, nasceu a prosadora e abolicionista Júlia Lopes de Almeida.
Em seu primeiro romance, A Família Medeiros, Júlia vai sedimentar um estilo característico, onde a compreensão dos costumes da época é refletida nos dramas dos campos, com suas geadas, secas e enchentes, aos infortúnios das senzalas.
Sua produção literária, voltada para o romance, conto e crônicas visava ao aprimoramento e à educação moral da família.
Foi presidente honorária da Legião da Mulher Brasileira, sociedade criada em 1919, e participou das reuniões de formação da Academia Brasileira de Letras, da qual ficou excluída por ser do sexo feminino.
Júlia Lopes de Almeida enriqueceu nossas Letras, como exemplo para mulheres históricas que lhe seguiriam os passos.
Faleceu no Rio de janeiro, a 30 de maio de 1934.
Acadêmica Titular da Cadeira: Carolina Ramos – Membro Fundador.
Professora normalista; musicista; artista plástica; poetisa; trovadora e escritora. Presidente da UBT - Seção Santos. Membro da Academia Santista de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico de Santos e do Grupo Encontro de Poetas.
Rua Fernão Dias, 34 - sala 11 -
Tel.: (13) 97419-2434 ID: 35*60*38491 - Gonzaga - Santos