Patrona da Cadeira nº 21 - Francisca Júlia


Francisca Júlia nasceu em 31 de agosto de 1871, na cidade de Eldorado Paulista, às margens do Ribeira.
Surpreendendo os críticos de sua época foi considerada legítima representante da poesia parnasiana. Autora de obra rica e exaltada pela perfeição dos versos, Francisca Júlia entrou para os anais da Literatura Brasileira, rompendo as fronteiras do destino da mulher. Surgiu com o brilho dos mais decantados poetas parnasianos.
Apesar da característica parnasiana, vislumbram-se também em seus versos reflexos acentuados do simbolismo. Poesia impessoal, revela-se sonora a imprimir vigor à língua pela força da expressão.
Dentre seus méritos, implantou a literatura infantil com a publicação de O Livro Infantil, em 1899 - reunião de contos e versos destinados às crianças. No prefácio, Júlio Cesar da Silva referiu-se aos pequenos contos como “simples na forma, fluentes na narrativa e escritos no melhor e mais puro vernáculo".
Francisca Júlia faleceu aos 49 anos, no dia 1º de novembro de 1920.
Acadêmica Titular da Cadeira: Maria Araújo Barros de Sá e Silva – Membro Fundador.
Graduada em Letras pela UniSantos. Prosadora e poetisa. Membro da Organização Mundial de Poetas, entidade criada pelo Instituto Internacional de Macau. Possui seis livros publicados e trabalhos em antologias e coletâneas.
Rua Fernão Dias, 34 - sala 11 -
Tel.: (13) 97419-2434 ID: 35*60*38491 - Gonzaga - Santos